Casal reconciliando
| |

Terapia de casal funciona? É possível recuperar um relacionamento deteriorado?

Home » Blog da Psicóloga » Terapia de casal funciona? É possível recuperar um relacionamento deteriorado?

Sim, a terapia de casal pode ser muito eficaz e é possível recuperar um relacionamento deteriorado através dela. Proporciona um espaço seguro e mediado por um profissional qualificado onde os parceiros podem explorar seus problemas, preocupações e desentendimentos de maneira construtiva.

Já pensaram em considerar este momento em que ambos estão em um processo de tratamento para lidar com as dificuldades no relacionamento? Essa abordagem terapêutica pode ajudar a resolver conflitos e melhorar a conexão entre vocês.

A Abordagem Psicologia Sistêmica para resolução de conflitos entre casais:

A terapia sistêmica para casais é uma abordagem terapêutica que se concentra nos padrões de interação e dinâmicas presentes no relacionamento. Em vez de focar exclusivamente nos indivíduos, essa terapia considera o casal como um sistema interconectado, onde as ações de um parceiro afetam diretamente o outro e vice-versa.

Durante as sessões de terapia sistêmica para casais, o terapeuta trabalha para identificar os padrões de comunicação e comportamento que contribuem para os problemas no relacionamento. Isso pode envolver explorar questões como desequilíbrios de poder, dificuldades de comunicação, expectativas não atendidas e conflitos não resolvidos.

O terapeuta atua como um facilitador neutro, ajudando o casal a compreender melhor suas próprias perspectivas e as do parceiro. Eles também incentivam a comunicação aberta e honesta, fornecendo ferramentas e estratégias para melhorar a comunicação e resolver conflitos de forma construtiva.

Além disso, a terapia sistêmica para casais pode envolver a exploração das influências externas que afetam o relacionamento, como família, cultura e contexto social. Isso ajuda o casal a entender como esses fatores podem impactar sua dinâmica e a encontrar maneiras saudáveis de lidar com eles.

A terapia sistêmica para casais visa promover uma compreensão mais profunda da dinâmica do relacionamento e fornecer ferramentas práticas para melhorar a comunicação, resolver problemas e fortalecer a conexão emocional entre os parceiros.

Terapia de casal funciona? É possível recuperar um relacionamento deteriorado? 1

Espaço seguro para os casais conversarem abertamente

Na terapia de casais, terão um espaço seguro e neutro para expressarem preocupações, frustrações e desejos. O terapeuta atuará como mediador, auxiliando na comunicação e no desenvolvimento de habilidades para resolver problemas juntos.

Sabemos que podem surgir diversos desafios, como problemas de comunicação, infidelidade, dificuldades sexuais ou falta de intimidade emocional. Mas a terapia pode ajudá-los a superar essas questões, fortalecendo o vínculo emocional, aumentando a compreensão mútua e descobrindo novas formas de enfrentar os desafios do relacionamento.

É importante entender que a terapia de casal pode funcionar mesmo se um dos parceiros estiver mais resistente. Ela pode identificar padrões disfuncionais de comportamento e promover mudanças positivas.

A duração da terapia varia conforme as necessidades, mas geralmente envolve sessões regulares ao longo de algumas semanas ou meses. Lembrem-se de que a terapia de casal não é uma solução mágica, exigindo esforço e comprometimento de ambos para alcançar resultados positivos a longo prazo.

Se estão passando por problemas na relação conjugal, considerem a terapia de casal como uma forma de reconstruir a confiança, resolver conflitos e fortalecer a conexão emocional entre vocês.

Durante as sessões de terapia de casal, os parceiros aprendem a se comunicar de forma mais eficaz, a compreender melhor as necessidades e perspectivas um do outro, e a desenvolver habilidades para resolver conflitos de maneira saudável. Além disso, a terapia pode ajudar a identificar padrões de comportamento prejudiciais e a encontrar maneiras de mudá-los.

No entanto, é importante notar que a terapia de casal requer comprometimento e esforço de ambas as partes. Não é uma solução rápida ou fácil, mas sim um processo gradual de crescimento e transformação. Para que a terapia conjugal seja eficaz, os parceiros devem estar dispostos a trabalhar juntos e a se comprometer com o processo de cura do relacionamento.

Em muitos casos, casais que foram atendidos por terapeutas de casais relatam uma melhoria significativa em seu relacionamento e uma maior intimidade e compreensão mútua. Portanto, sim, é possível recuperar um relacionamento deteriorado com a ajuda da terapia de casal, desde que ambos os parceiros estejam dispostos a se empenhar no processo de cura e crescimento.

casal na terapia

Como é a terapia de casal?

A terapia de casal é um tratamento da relação, este tratamento deve ser levado a sério porque depende muito da motivação de ambos os parceiros. O psicólogo é o coadjuvante e o casal protagonista, são responsáveis em trazer as questões a serem trabalhadas, o psicólogo direciona com perguntas e pontua de forma neutra, reflexiva, sem julgar os comportamentos e sentimentos. Este espaço de reflexão transmite aos pacientes uma segurança em expor seus medos e dificuldades para que consigam um diálogo sincero e honesto.

Quando é que a terapia de casal não funciona?

Não funciona quando o casal não consegue se darem uma chance para que a união seja recicladada e reparada. As brigas são fonte de mágoas e as acusasões insistem em aparecer nas narrativas. Embora o terapeuta possa mediar os conflitos com técnicas facilitadoras de uma comunicação adequada, ainda sim, o sentimento destrutivo perdura. Nem sempre o fato desejarem melhorar a relação amorosa se coincide com a necessidade muitas vezes inconsciente de se defender do parceiro e puní-lo.

Casais que passam por violência domética não são aconselhados a passar por um processo de terapia de casal e sim individual.

Como todo tratamento, é importante começar a terapia de casal o quanto antes.

É altamente recomendado que os casais busquem terapia antes mesmo de sentirem que é uma necessidade urgente. A maioria dos especialistas concorda que a terapia pode desempenhar um papel crucial no fortalecimento de um relacionamento. Muitos problemas dentro de um casal começam de forma sutil e gradualmente se ampliam quando não são tratados. É nesse ponto que a terapia pode ser benéfica, oferecendo ferramentas e técnicas para melhorar a resolução de conflitos.

Na minha experiência, muitos casais expressam arrependimento por não terem iniciado a terapia muito antes. Cada história de relacionamento tem três perspectivas: a dele, a dela e a verdade, e um terceiro ponto de vista pode ser fundamental quando os casais enfrentam dificuldades na comunicação. Em vez de encarar a terapia apenas como uma solução para crises, é importante vê-la como um componente essencial de uma vida amorosa e saudável. Assim como frequentar a academia, investir no relacionamento é crucial para sua saúde. Casais que não exercitam seus “músculos” emocionais e relacionais correm o risco de se tornarem frágeis e mais propensos a danificar seu relacionamento.

Quanto tempo dura a terapia de casal?

Em média, o tratamento tem a duração de três meses, com sessões semanais, no entanto, alguns casais se sentem confortáveis com o processo e optam por continuar. Cada situação é única. Geralmente, sugiro terapia individual para aqueles que precisam de amadurecimento ou para lidar com questões específicas.

Qual a contra indicação para a terapia de casal?


Em todos os casos de abuso, identificamos um padrão de comportamentos manipuladores e usurpação de autoridade, uma recusa em assumir a responsabilidade pelos erros, a transferência da culpa e, em seguida, a negação ou minimização da realidade e individualidade do outro.

O abuso pode se manifestar de forma evidente ou dissimulada.

O abuso emocional, embora seja o cerne de outras formas de abuso, muitas vezes é difícil de ser reconhecido. Ele abarca uma série de comportamentos, como rejeição, humilhação, menosprezo, crítica, atribuição de culpa, ignorância, manipulação ou isolamento do parceiro de seus círculos sociais. Um relacionamento se torna emocionalmente abusivo quando um dos parceiros utiliza tais comportamentos para dominar o outro de maneira egoísta.

Em um relacionamento marcado por toxicidade emocional, buscar terapia de casal tradicional não é a primeira medida a ser tomada. Isso ocorre porque o abuso não é um problema intrínseco ao relacionamento, mas sim uma questão ligada às crenças e atitudes do parceiro abusivo. Tratar o abuso como uma questão conjugal pode resultar em anos de terapia com pouco progresso e, frequentemente, agravar a situação.

Os terapeutas são instruídos a interromper a terapia de casal quando se deparam com os três “A’s”: Adição, Assuntos e Abuso. Um vício em substâncias não tratado ou um caso extraconjugal em andamento comprometerá qualquer avanço na terapia de casal. O mesmo ocorre com um problema de abuso que não é abordado. No entanto, alguns terapeutas podem não identificar ou lidar eficazmente com o abuso dissimulado. Assim, mesmo terapeutas bem-intencionados e experientes podem inadvertidamente perpetuar padrões de abuso ao optar pela terapia de casal.

Os terapeutas de casal que suspeitam de abuso emocional podem hesitar em confrontá-lo de maneira adequada, muitas vezes por medo de tomar partido. No entanto, ao não reconhecer e enfrentar o abuso, ele persiste e a negação da realidade do parceiro abusado aumenta. A tentativa de permanecer neutro pode transmitir a mensagem de que o abuso não é sério ou relevante, compactuando assim com o agressor. Além disso, quando o comportamento abusivo não é devidamente abordado, o agressor pode utilizar o conhecimento adquirido nas sessões para ampliar seu controle sobre o parceiro.

Quais os principais problemas dos relacionamentos amorosos?

Existem muitas áreas onde podem surgir problemas de relacionamento, tais como:

  1. Problemas de comunicação entre os parceiros.
  2. Ser inflexível em relação às necessidades e desejos do outro.
  3. Não ajudar um ao outro no desenvolvimento e manutenção do relacionamento.
  4. Falta de respeito em lidar com os problemas que surgem.
  5. Dificuldades em estabelecer e respeitar o espaço individual de cada um.
  6. Questões relacionadas à sexualidade e intimidade.
  7. Falta de confiança mútua, o que pode minar a base do relacionamento.
Relacionamento Naufragado
Casamento Recuperado e Realinhado

A Terapia de Casal como Bóia Salva-vidas para um Relacionamento Naufragado: Evidências, Abordagens e Desafios

A terapia de casal, também conhecida como terapia conjugal ou familiar, surge como um farol de esperança em meio à tormenta de um relacionamento deteriorado. Através de um processo terapêutico cuidadosamente estruturado, o casal é guiado por um profissional capacitado, o psicólogo, em busca da reconstrução e ressignificação do vínculo afetivo.

Evidências Científicas confirmam a Eficácia da Terapia:

Estudos empíricos, como o realizado por [Johnson et al. (2013)], comprovam a efetividade da terapia de casal na resolução de conflitos, na melhora da comunicação e no aumento da satisfação conjugal. Segundo o [Instituto Gottman], cerca de 70% dos casais que participam de terapia conjugal apresentam melhora significativa em seus relacionamentos.

Abordagens Diversificadas para Necessidades Específicas:

A terapia de casal não se baseia em uma única abordagem, mas sim em um conjunto de técnicas e ferramentas customizadas para atender às necessidades específicas de cada casal. As abordagens mais utilizadas incluem:

  • Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC): Enfatiza a identificação e modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais que contribuem para os problemas conjugais.
  • Terapia Interpessoal (TIP): Focaliza na comunicação e na resolução de conflitos, ensinando técnicas de comunicação assertiva e escuta ativa.
  • Terapia Sistêmica: Aborda o relacionamento como um sistema complexo, considerando as interações entre os membros do casal e a influência do contexto familiar e social.
  • Psicanálise: Explora as raízes inconscientes dos conflitos conjugais, buscando compreender como experiências passadas influenciam a dinâmica do relacionamento presente.

Desafios e Expectativas Realistas:

Embora a terapia de casal seja um recurso poderoso, é de alto valor ter expectativas realistas. O sucesso da terapia depende do engajamento e da colaboração ativa de ambos os parceiros. O processo pode ser desafiador, exigindo trabalho árduo e compromisso com a mudança.

Fatores Essenciais para o Sucesso na Terapia:

  • Motivação e Engajamento: A disposição genuína de ambos os parceiros em investir no relacionamento é fundamental.
  • Comunicação Aberta e Honesta: A capacidade de expressar sentimentos e necessidades de forma clara e respeitosa é crucial.
  • Abertura para Mudanças: A willingness to adapt and compromise is essential for growth.
  • Confiança no Terapeuta: A relação de confiança e respeito entre o casal e o terapeuta é um pilar do processo terapêutico.

A terapia de casal não é uma solução mágica, mas sim um caminho de transformação que, com trabalho e dedicação, pode resgatar a esperança e reconstruir um relacionamento forte e saudável.

Lembre-se:

  • Buscar ajuda profissional não significa fraqueza, mas sim um ato de amor e compromisso com o relacionamento.
  • A terapia de casal pode ser útil em diversas situações, como:
    • Dificuldades de comunicação;
    • Conflitos frequentes;
    • Infidelidade;
    • Distanciamento emocional;
    • Dificuldades sexuais;
    • Pensamentos de separação ou divórcio.

Psicóloga Daniela Carneiro | Especialista em Relacionamentos e Terapia de Casal | Modalidade On-line e Presencial

Abuso Emocional Agendar com a psicóloga Ajuda Emocional ajuda para casal em crise Ajuda Psicológica Ansiedade e Tratamento casamento Como funciona a terapia de casal comunicação Confiança Convivência com o Próximo dependente afetivo Dependência Afetiva depressão diagnóstico para o amor Dicas no Trabalho emoções estresse Filhos Imigrantes melhorar comunicação problemas nos relacionamentos psicologa Psicoterapeuta Psicoterapia psicóloga para casal psicólogo Raiva Relacionamento Relacionamento Amoroso relacionamento difícil Relacionamento Duradouro Sintomas do Estresse Síndrome do Pânico Terapia Terapia com Psicóloga Brasileira terapia de casais terapia de casal Terapia de Casal Online Terapia Online trabalho Transtorno Bipolar transtorno de personalidade dependente Transtornos tratamento para ansiedade

Posts Similares