Auto estima e confiança são as características que mais afetam o sucesso na vida das pessoas. Embora possam ser trabalhados ao longo da vida, as bases são construídas na infância. Construir uma boa auto estima permitirá à criança lidar com situações difíceis durante a vida. Os pais têm a maior influência na confiança de seus filhos, e é importante que eles dêem estrutura para a criança saber onde ela pertence, se elas estão no caminho certo, e contribuir para que ela desenvolva uma boa auto confiança e auto estima.

Listamos abaixo algumas dicas práticas que o ajudarão a encorajar seus filhos a terem auto estima e confiança sem muito esforço:

Um passo para trás – Enquanto você pode estar preocupado com o seu filho falhar ou não ir  bem em uma determinada tarefa, é melhor dar um passo atrás e não ajudá-lo a cada passo. Você precisa ajudar seu filho a se tornar competente e não ser dependente dos outros. Permita que seu filho assuma riscos saudáveis e resolva problemas por conta própria. Uma vez que eles são capazes de resolvê-los, reconheça seu sucesso.

  • Elogie, mas não muito – Elogiar é uma questão e há uma linha muito fina entre elogiar e paparicar. Embora elogiar uma vez ou outra seja importante para o desenvolvimento da auto-estima, elogiar demais só irá diminuir a barra e eles deixarão de se esforçarem para obter melhores resultados. Assim, limitar elogios a grandes realizações e onde eles são considerados importantes.
  • Atribua pequenas tarefas domésticas – Permitir que seus filhos o ajudem com os afazeres de casa dando-lhes pequenas tarefas. Isto irá incentivá-los a mostrar suas habilidades e também fazê-los perceber que eles estão fazendo uma contribuição, com isso se sentirão apreciados pelos outros membros da família.
  • Deixe-os buscar novos interesses – Incentive seus filhos a assumir novos interesses e a persegui-los. Defina metas alcançáveis em seus interesses particulares para que quando eles o alcançarem, terem um sentimento de realização que irá aumentar a sua auto-estima.

Você precisa usar a sua influência de forma correta no início de vida de seus filhos, para que eles cresçam sendo adultos responsáveis, competentes e confiantes.