Categoria: Tratamento Psicológico

A Psicanálise e como funciona

A psicanálise e como funciona

A psicanálise e como funciona?

A psicanálise e a psicoterapia psicanalítica

Psicanálise é uma teoria da mente humana e uma prática terapêutica. Foi fundada por Sigmund Freud entre 1885 e 1939 e continua sendo desenvolvida por psicanalistas ao redor do mundo.

A psicanálise tem quatro áreas principais de aplicação:

1) como uma teoria de como a mente trabalha

2) como um método de tratamento para problemas psíquicos

3) como um método de pesquisa, e

4) como uma forma de observar os fenômenos culturais e sociais, como a literatura, arte, cinema, performances, política e grupos

 

Para que é o tratamento psicanalítico?

A psicanálise e a psicoterapia psicanalítica

 

A psicanálise e a psicoterapia psicanalítica são para aqueles que se sentem aprisionados em problemas psíquicos recorrentes que impedem seu potencial para experimentar felicidade com seus parceiros, famílias e amigos assim como sucesso e satisfação em seu trabalho e tarefas normais da vida diária.

Ansiedades, inibições e depressões frequentemente são sinais de conflitos internos. Estes levam a dificuldades nos relacionamentos e, quando não tratados, podem ter um impacto considerável nas escolhas pessoais e profissionais. As raízes destes problemas frequentemente são mais profundas do que a consciência pode alcançar, que é o motivo porque não podem ser resolvidos sem psicoterapia.

É com a ajuda de um analista capacitado que o paciente pode obter novos conhecimentos (insights) sobre as partes inconscientes destes distúrbios. Conversar com um psicanalista em uma atmosfera segura levará o paciente a tornar-se cada vez mais consciente de partes de seu mundo interno previamente desconhecido (pensamentos e sentimentos, memórias e sonhos), aliviando dessa maneira a dor psíquica, promovendo o desenvolvimento da personalidade e oferecendo uma auto-consciência que fortalecerá a confiança do paciente para perseguir seus objetivos na vida. Estes efeitos positivos da psicanálise deverão durar e levar a novos desenvolvimentos mesmo após a análise ter terminado.

 

O processo terapêutico psicanalítico

“O processo terapêutico psicanalítico consiste em descortinar conflitos originados, na maioria das vezes, no passado do paciente e submersos em seu inconsciente causando-lhe sofrimento em sua vida atual. Esse processo permite ao paciente, compreender seus conflitos e a razão da repetição de seu sintoma. Para isso deve haver o estabelecimento de um contrato entre terapeuta e paciente que, envolvidos na busca de um acordo consensual, promovam condições para que a terapêutica possa se desenvolver.

Fonte: Ipa

Leia mais Textos PSICOTERAPIA | Será que eu preciso?

Leia mais textos Motivos para procurar um Psicólogo

 

dependente afetivo e emocional

Dependente afetivo, você pode ser um?

Como funciona um dependente afetivo nas relações humanas?

O dependente afetivo sofre um conflito muito grande. Busca uma satisfação de seu desejo e ao mesmo tempo se protege do medo e insegurança causada por suas angústias.

Eu sou um dependente afetivo?

A dependência afetiva é consequência de diversos fatores comportamentais, psicológicos e hereditários, não podemos especificar um único motivo para justificar este comportamento.
Naturalmente imaginamos que uma pessoa dependente afetivo ou dependente emocional sofre muito porque vive um eterno conflito entre ajudar o outro, ser aprovado o tempo todo, não errar, se sentir sempre aceita, evitar ao máximo qualquer situação onde possa se sentir rejeitada. E mesmo demonstrando por alguns segundos o sentimento de raiva ou desgosto, retorna ao ponto original de submissão, arrependida de tal atitude.

 

Características de um dependente afetivo

• Sente enorme desconforto em quando estão sozinhos.
• Dificuldades em tomar decisões.
• Dificuldade para discordar do outro.
• Não conseguem iniciar projetos por medo da desaprovação.
• Quando seus relacionamentos amorosos terminam, dificilmente aceitam a separação ou não sossegam ate encontrar outra pessoa.
• O medo de ficar sozinho tira o sono.
• São capazes de loucuras para não perderem a companhia.

 

Sintomas de mulheres e homens que amam demais e demonstram serem dependentes afetivos.

 

• Desejam exageradamente ter um parceiro (a).
• O término de um relacionamento é um trauma.
• Não sossegam até encontrar um novo parceiro ou parceira.
• Esquece os elogios que recebem e supervalorizam as críticas.
• A vida é baseada exclusivamente em fatores externos.
• Passa a vida esperando pelo homem ou a mulher dos sonhos. Têm picos depressivos, ira, culpa e ressentimentos.
• Ataques de violência contra si e contra os outros.
• Sente ódio de si mesmo (a) e consegue justificá-los.

 

O Psicólogo trabalha os seguintes conceitos:

 

1) Assumir a dependência

O primeiro passo para qualquer dependente afetivo é assumir a dependência emocional.

Dessa forma, fica mais fácil aderir ao tratamento.

2) Identificação das qualidades

Aqui o psicólogo resgata as conquistas do paciente.

O dependente enxerga suas qualidades.

Este encontro promove a autoestima.

As limitações começam a ser vistas como pontos a melhorar e não como uma sentença do destino.

3) Assumir as rédeas da vida

O paciente toma para si o controle da sua vida.

Assume responsabilidades pelos seus atos.

Aprender a falar NÃO e encerrar comportamentos destrutivos.

A pessoa trilha um caminho e o segue com a cabeça erguida.

4) Consciência da personalidade e fazer novas amizades e contatos
Cada indivíduo possui uma personalidade.

Algumas pessoas são mais expansivas.

Outras são mais introspectivas.

Dentro dessas variantes, os relacionamentos possuem nuances distintas. Não importa o número de amigos, nem de namorados. Ou se é extrovertido ou tímido. Cultivar uma rede de relacionamentos é importante para a saúde mental e física.

5) Estabeleça metas
Estabelecer metas para a vida.

Objetivos em curto prazo que seja prazeroso e saudável.
Exercícios físicos, viagens, adquirir novos conhecimentos um hobby e fazer novos amigos. E fazer o bem, se sentindo útil e generoso.

6) Desintoxicação

Aqui, a pessoa aprende a viver a própria vida.

Conversar com alguém de fora ajuda a clarear as ideias.

O profissional resgata as pendências que tornaram o indivíduo um dependente afetivo. Neste processo, o paciente descobre suas qualidades, aprende a superar as limitações e cuidar das feridas.

A pessoa interrompe comportamentos destrutivos e impede abusos de pessoas manipuladoras.

É difícil encontrar quem não tenha expectativas irreais sobre o outro. Mesmo quem não apresenta os sintomas citados, vez ou outra espera por pessoas mágicas que as livrará de todo o mal.

Podemos nos decepcionar por não sermos correspondidos. Não tem nada de errado querer ter amigos ou viver relacionamentos amorosos. Redes de relacionamentos como já disseram é ótimo para a saúde psicológica e física. Entretanto, cada um é responsável pela sua felicidade.

Não implore por amizade. Não se rasteje por amor. Nenhum ser humano merece se humilhar para não ficar sozinho.

Não nascemos para viver na sombra de ninguém. Vivemos para aprendermos com as experiências sejam elas boas ou ruins. Amizades e relacionamentos amorosos oferecem a oportunidade de crescimento emocional quando percebemos que somos um separado e temos nossa essência.
A troca afetiva é valiosa em todas as relações saudáveis e harmoniosas. Quando a soma e o investimento equilibrado nas relações humanas forem os principais objetivos de sua vida fica mais fácil contornar os conflitos e as dificuldades que sempre existirão nos relacionamentos.
E o grande aprendizado da nossa existência é aprender a lidar com o que é diferente, não acham?

Psicóloga Daniela Carneiro

Agendar Agora

Primeira Consulta Psicologica - tratamento

Primeira Consulta Psicológica

Como é a primeira consulta com uma psicóloga?

A primeira consulta psicológica

Cada profissional tem sua maneira de trabalhar, cada um com suas particularidades. Assim como cada sujeito em questão apresenta características singulares e subjetivas.

A primeira sessão é um primeiro encontro que você falará sobre suas idéias, pensamentos, sentimentos, tudo isto envolve sua forma de estar e se mostrar  no mundo. Cada um busca a terapia por um motivo diferente e estas particularidades são específicas a cada vivência e a cada história. Portanto não existe um padrão formatado para se apresentar em uma consulta. Existe o seu jeito particular de ser e de significar a partir da linguagem e experiência com o outro

O Sigilo das consultas psicológicas.

A confiança na psicóloga é uns dos pressupostos básicos para que o processo psicoterapêutico evolua. O Sigilo nas sessões de terapia garante ao paciente um cenário de conforto, tranquilidade, confiança e principalmente de vínculo estruturado.

O tipo de vínculo com seu psicólogo ou psicóloga é o que possibilita o progresso da psicoterapia e o seu envolvimento para o trabalho acontecer.

Durante os processos de desenvolvimento psicológico e emocional aparecem a necessidade de compartilhar seus anseios, limitações, dificuldades, valores, preocupações. Além disto, muitas vezes querer confirmações que possam potencializar seus recursos internos, como segurança, determinação, iniciativa, entre outros.

Conversar com uma psicóloga

Diferente de conversar um amigo ou parente, embora tenha também tenha o seu valor. Quando você procura um olhar sem julgamentos, livre das expectativas e críticas alheias poderá encontrar um reconhecimento de si mesmo permeada pela relação psicoterapêutica.

A psicóloga é um profissional capacitado para um trabalho em saúde mental. Técnicas apropriadas serão utilizadas e a psicóloga fará uma possível intervenção para cada tipo de problema, queixa ou vivência emocional.

 

Home Care

Home Care

Tem por objetivo oferecer suporte emocional ao paciente crônico e familiares em domicílio, focalizando temáticas relacionadas.

O atendimento domiciliar atenderá principalmente ao paciente que está impossibilitado de ir até a clínica. Geralmente pessoas que passam por cuidados médicos e necessitam de repouso. Idosos, obesos ou deficientes físicos que sentem dificuldades de se locomoverem até o consultório. Ou alguma outra situação grave relacionada a depressão, síndrome do pânico.

Antes deveremos avaliar a devida situação para que o trabalho seja efetivo e adequado.

psicólogo para fim de relacionamento

Psicólogo pode ajudar no fim do relacionamento?

Algumas situações são inerentes a todos os seres humanos. Podemos facilmente dizer que qualquer pessoa já enfrentou ou …

ansiedade e culpa

Ansiedade e culpa: como isso pode arruinar sua forma de se relacionar

Ansiedade e culpa são dois sentimentos inerentes a todos os seres humanos para determinadas situações. Às vésperas de …

A Psicanálise e como funciona

A psicanálise e como funciona

A psicanálise e como funciona? A psicanálise e a psicoterapia psicanalítica Psicanálise é uma teoria da mente humana …