Blog da Psicóloga

Muitos artigos, melhore seu estilo de vida!

Psicologia e Informática

Psicologia e Informática

Marque sua consulta

Vi este texto e achei muito interessante!!!

Escrito por uma Analista de Sistemas com muita experiência, que resolveu cursar Psicologia.

PSICOLOGIA e INFORMÁTICA – OPOSTAS OU NÃO?

Sou Analista de Sistemas há 10 anos, progredi na minha profissão até me tornar gerente de projetos ou líder de projetos ou qualquer outra terminologia para a função de gerenciar tecnicamente outras pessoas na área de sistemas, vendendo soluções técnicas para os clientes. Após muitos anos de dedicação plena e muitas horas extras comecei a me cansar desta dura rotina e das constantes ondas tecnológicas onde o nivelamento tecnológico era quase total.

A minha insatisfação foi crescendo e até que resolvi tomar coragem e iniciar tudo de novo. Como? Voltei para a faculdade e comecei a cursar Psicologia. Ha Ha, te peguei! Você está pensando como uma pessoa muda tão drasticamente, mas, no final deste artigo, espero ter te convencido de que estas profissões têm muito em comum.

1o. O objeto de estudo da psicologia é o homem, o seu comportamento e a sua mente. A informática tenta, a todo o custo, descobrir maneiras de criar máquinas que pensem como o homem (sistemas neurais) e ajam como o homem (robôs). Mas, na doce ousadia humana, que sejam bem mais rápidas que o homem. Neste aspecto nós até que conseguimos, afinal não existe homem no mundo que faça cálculos mais rápido que qualquer computador. Mas no aspecto de reprodução da complexidade cerebral ou neurológica, estamos apenas engatinhando, ou seja, não existe máquina mais perfeita que o funcionamento do próprio corpo e mente do homem. Deu empate para o final do primeiro tempo, 1 Máquina X 1 Homem.

2o. Muitos acham que a informática é uma profissão muito fria. Doce ilusão! Quem me dera se o meu dia fosse calmo e previsível no encantador contado entre eu e meus bytes. O que eu mais fazia era convencer clientes, discutir escopo de projetos, ouvirem críticas e acertar problemas. Minha função era basicamente ouvir as necessidades do cliente, analisar seu problema e sugerir soluções. Será que a psicologia também não é assim: ouvir, orientar e ajudar a resolver problemas? E para os que acham que a informática tem a máquina como centro de seu estudo, eu digo que está errado, ela tem nada mais do que o próprio homem, que usa a máquina como instrumento deste objeto de estudo. O homem constrói as máquinas e os sistemas de informática para resolver os seus próprios problemas, de forma mais integrada e intuitiva possíveis. Quem os utiliza é ele próprio (homem), o nosso tão mal tratado e?Que rido? Usuário (homem). Assim o empate continua 2 Máquina X 2 Homem.

3o. Mas realmente num ponto tenho que reconhecer que estas profissões são bem distintas. A psicologia coloca para fora as questões que dificultam o relacionamento do homem com o meio social, assim a pessoa tem a chance de mudar e se tornar melhor. Mas na informática… Não é permitido que ninguém mostre as suas falhas, é quase que exigido que sejamos super-heróis para lidarmos com questões tais como: como ser líder sem ser opressor, como ser pró-ativo sem ser ousado demais, como ser produtivo sendo inovador, e assim vai… Mas, por outro lado, estes paradoxos de atitudes estão refletidos também no nosso comportamento interno, pois temos que amar mantendo a individualidade, nos entregar ao outro sem sermos possessivos, planejar o amanhã sem esquecermos que temos pouca autonomia sobre a nossa própria vida etc… Então ficamos novamente em outra encruzilhada. Mas para continuar o empate, concluo que tanto a psicologia quanto a informática existem e são por sua essência contraditórias, afinal todas as duas tem o homem como o centro de tudo. 3 Máquina X 3 Homem.

4o. Na informática, quando olhamos para fora, para o cliente (homem), temos que literalmente adivinhar suas necessidades, pois na maioria das vezes o usuário não sabe o que quer. A psicologia muitas vezes tem que ler e entender o que o paciente está dizendo nas entrelinhas de sua exposição, trabalhando com o seu inconsciente. Quando olhamos para dentro, temos que lidar com a equipe, compostas de homens, e saber gerenciar e controlar conflitos, ressaltando sempre as qualidades de cada um para que o time tenha um bom resultado. É a doce arte de ressaltar a diferença entre os homens, ou melhor, a individualidade que tanto a psicologia prega em sua espinha dorsal que é a subjetividade do paciente. A psicologia olha para dentro do homem e tenta resolver as questões mal resolvidas de nosso ser para que possamos ter uma melhor qualidade de vida social. 4 Máquina X 4 Homem.

O fato da informática e da psicologia estarem lidando sempre com o homem e consequentemente os seus desejos, nos traz para a realidade de que o objetivo final é sempre o mesmo e quanto mais soubermos deste grande enigma chamado homem, mais teremos sucesso. (Ainda bem que continua sendo o homem o centro de nossas questões, porque às vezes tenho a impressão de que esquecemos disso.)

Para a informática, quanto mais rápido e claro se descobrir a necessidade do cliente, mas se poderá oferecer a solução adequada, e menos erros serão cometidos. Ou seja, quanto mais a informática utilizar a psicologia como recurso para obtenção do sucesso, mais sucesso ela irá conquistar. Agora você estará perguntando… Mas a psicologia depende da informática?

A minha resposta para isso é simples: atualmente, qualquer ciência depende da informática, gostando ou não, é uma realidade do mundo moderno. E claro que a tecnologia sempre ajuda a chegarmos ao resultado de forma mais rápida e eficaz. Por isso, não é bom menosprezarmos nem a tecnologia nem a homem, ambos se completam e se diferenciam, ambos são necessários, e muitas vezes são cruéis. Esta é a grande essência de toda a vida, conviver em harmonia com coisas diferentes, relacionando e trazendo para a nossa vida prática o que elas têm de melhor. E para terminarmos a disputa e encerrarmos o placar, terei que anunciar que o jogo foi um grande 0 X 0, afinal temos muito a descobrir tanto em relação ao homem quanto em relação à tecnologia.

Por Ana Laura Andrade Ramos

dependente afetivo e emocional

Dependente afetivo, você pode ser um?

Como funciona um dependente afetivo nas relações humanas? O dependente afetivo sofre um conflito muito grande. Busca uma …

O nascimento do herói – Estrutura psicológica

Um texto interessante, “O nascimento do herói”, ou seja, o início da vida humana e a diferença entre nascer efetivamente …

Como funciona a psicoterapia?

Como funciona a psicoterapia?  O Tratamento psicológico visa melhorar aspectos emocionais e psíquicos, por meio da inter-relação …